Sub specie aeternitatis: Festschrift for Nythamar de Oliveira

Draiton Gonzaga de Souza, Agemir Bavaresco, Jair Tauchen (Organizadores)

O termo sub especie aeternitatis (latim, “sob o aspecto da eternidade”) foi consagrado por Spinoza para designar a necessidade do que é eterno (aeternitas), em contraste com a contingência de coisas e eventos temporais que têm duração (duratio). Na medida em que são modos da substância, os modos podem ser concebidos sub specie aeternitatis, visto que participam de alguma maneira da eternidade da substância. Destarte, a Favela de Lasar Segall (1954) desvela essa interseção entre a horizontalidade temporal da imanência e a verticalidade de nossa transcendência em busca de sentido.

744p.
ISBN – 978-65-87424-16-3