O QUE SÃO OS CENTROS DE ESTUDOS EUROPEUS E ALEMÃES NO MUNDO?

Além do Centro de Estudos Europeus e Alemães (CDEA) em Porto Alegre, há mais 20 centros interdisciplinares na América do Norte, Ásia e Europa:  Canadá (3), China (1), França (1), Israel (2), Japão (1), Coreia do Sul (1), Países Baixos (1), Polônia (1), Rússia (1), Reino Unido (2) e Estados Unidos da América (6).

Ver o mapa e a lista completa em: https://static.daad.de/media/daad_de/pdfs_nicht_barrierefrei/infos-services-fuer-hochschulen/projektsteckbriefe/zdes_weltweit.pdf

O site oficial do DAAD descreve os Centro de Estudos Europeus e Alemães:

Nesses centros interdisciplinares, a pesquisa científica, a política contemporânea e o interesse do público em geral é focado e reunido em temas relacionados à Alemanha e à Europa. Os centros são comparados a faróis (beacons) que “têm como finalidade principal assegurar para a jovem geração de acadêmicos conhecimentos e expertise sobre a Alemanha e a Europa de forma a propagar esses conhecimentos e assegurar contínua cooperação entre a Alemanha e seus parceiros internacionais.

Os primeiros três centros, foram criados pelo então Primeiro Ministro Helmut Kohl em 1991, nos EUA, nas Universidades de Harvard (Cambridge), da Califórnia (Berkeley) e de Georgetown (Washington). Posteriormente, foram fundados mais três centros, nas Universidades de Minnesotta, Winconsin-Madison e Brandeis, juntamente com os três centros no Canadá, nas Universidades de Toronto, de York (também em Toronto) e de Montreal, além de dois Centros na Inglaterra, nas Universidades de Cambridge e de Birmingham. Nos anos 2000, por propostas nacionais, foram criados os centros em Paris (com 12 universidades de excelência) e em Amsterdam, bem como na Europa Central (Varsóvia, na Polônia) e no Leste Europeu (São Petersburg, na Rússia). Na Ásia, foram inaugurados centros na renomada universidade de Tóquio (Japão) e na Universidade de Pequim (China). Em 2007, foram fundados dois centros em Israel, na Hebrew University de Jerusalém e na Universidade de Haifa. Em 2013, foi iniciado o centro da Universidade Chung-Ang, em Seul, na Coreia do Sul.

O centro brasileiro, o CDEA UFRGS-PUCRS em Porto Alegre, é o primeiro na América Latina e o primeiro localizado no Hemisfério Sul, dotado assim de uma simbologia muito especial, pois quer atingir também os parceiros latino-americanos. Os centros de Estudos Europeus e Alemães formam hoje uma grande rede de investigadores e de pesquisas relacionadas com os grandes temas europeus e alemães nas humanidades. Nesse contexto, são organizados eventos, cursos de mestrados interdisciplinares, doutorados em cotutela, cursos de verão e escolas doutorais itinerantes entre os centros, abrindo assim a possibilidade para os pesquisadores e para a comunidade em geral de se beneficiarem dessa rede de excelência já com mais de 20 anos de existência.

Os pontos destacados no site do DAAD podem ser assim resumidos:   

1. Os centros são locais, nos quais o ensino, a pesquisa (e a extensão) são interdisciplinares, objetivando uma formação superior de excelência em temas europeus e alemães.

2. Visam desenvolver, testar e manter novos cursos ou programas de mestrado e doutorado nas áreas prioritárias.

3. Visam expandir e consolidar as pesquisas locais sobre desenvolvimentos atuais na Alemanha.

4. Visam estabelecer programas para pesquisadores e professores visitantes, cursos e série de conferências com especialistas da Alemanha e da Europa.

5. Pretendem alcançar o público em geral, tornando o Centro visível em âmbito regional e nacional e determinando seu papel de centro nacional de referência para Estudos Alemães e Europeus e como prestador de consultoria política.

Informações no site do DAAD: https://static.daad.de/media/daad_de/pdfs_nicht_barrierefrei/infos-services-fuer-hochschulen/projektsteckbriefe/zdes_weltweit.pdf